quinta-feira, 19 de abril de 2012

Touro

Touro - "Eu vejo e quando o olho está aberto, tudo se ilumina"






"Gautama Buda nasceu por ocasião da lua cheia de Maio; e, segundo a tradição, obteve iluminação e morreu nessa mesma época do ano. Seja isso facto ou símbolo, é, em todo o caso, de importância capital para o estudo do simbolismo zodiacal, pois coloca grande ênfase no sentido profundo do signo Touro. Touro significa a subserviência do Homem ao ritmo natural da actividade humana. É o símbolo do "apego". Apego, aqui, não implica necessariamente um vínculo negativo ou compulsivo com a natureza, mas sim uma identificação muito profunda com as energias da natureza humana, com os processos evolutivos que operam dentro do Homem, normalmente de maneira subconsciente, e que nos conduzem às metas ordenadas pela Vida, ou por Deus" - Dane Rudhyar in Tríptico Astrológico.
Touro é o segundo signo do zodíaco. Signo feminino, regido por Vénus, forma com Virgem e Capricórnio a triplicidade dos signos da Terra. Touro é a primeira Terra e é também um dos quatro signos fixos, juntamente com Leão, Escorpião e Aquário.
Em Carneiro despertamos para a vida. Todas as possibilidades e sementes são lançadas. Se em Carneiro é libertada a energia do fogo que representa o processo de identidade, o reconhecimento do sentido do Eu através da acção, é em Touro que concentramos e estabilizamos os impulsos e desejos iniciados em Carneiro. Touro dá forma aos caminhos abertos por Carneiro. O objectivo básico de Touro é realização e consolidação. Se em Carneiro lançamos a semente, é em Touro que aprendemos o seu valor. Semear não chega, é necessário regar, cuidar. Só cuidando podemos valorizar. É necessário saber usar os recursos disponíveis para que possamos colher.
É no signo de Touro que atraímos a matéria necessária para poder dar forma ao que foi iniciado em Carneiro.
Em Touro é adquirido um sentido de permanência, estabilidade, um sentimento de segurança.
Touro compreende a beleza, aspira a ela e tem a perseverança necessária para superar todos os entraves à sua concretização. Touro dá-nos o pragmatismo necessário para a realização.
“Touro é o 1º Nível do Elemento Terra. A energia de Touro é a própria força da Terra, do Planeta, de Gaia. Simboliza a Natureza como primeva forma de Vida. Exprime a capacidade que o Homem tem de conhecer a Terra, de com ela se identificar. Touro é a posse da terra pelos sentidos, a segurança da experiência do homem na matéria.
Touro representa a estabilidade sobre a Terra, a capacidade de intuir a matéria pela via do Conhecimento Instintivo. O Taurino tem que cheirar, ver, agarrar, ser fisicamente desperto pela vibração mais pesada da energia que lhe ensina a dimensão do plano físico onde nasceu. Essa dimensão, que cada dia o limita e condiciona, mas onde se encontra seguro e se transcende.
A Terra do Touro aparece como a realidade exterior da qual, lentamente, o taurino se apropria pelo seu poder de realização, pela sua capacidade de construção, de edificação. Em Touro, o homem vai-se adaptando ao planeta Terra onde lhe foi dado nascer..."  (António Rosa – artigo publicado no blog Cova do Urso).

Touro é a Encarnação. Aprender a lidar com o limite das formas e transcendê-las.
Touro é a compreensão da vida como manifestação da substância. Na terra ou em nós, os campos são férteis e os solos esperam a manifestação da vida. Utilizar os recursos, exteriores e/ou interiores, exige sabedoria e um senso claro de propósito. Sem propósito e valores a suportá-lo, caímos na grande ilusão do labirinto do Minotauro. Como Hércules, a consumação do trabalho é montar o touro. O touro é montado e dirigido sob o domínio do Homem. É a conquista dos desejos, utilizando os recursos num propósito mais elevado. Um senso de segurança que não vem do amor à matéria mas da capacidade de nos amarmos, amarmos os outros e amarmos o Planeta.

Touro, regido por vénus (regente da personalidade), é a atracção magnética, atracção pela terra, pelas posses, por um sentido de segurança que lhe vem da matéria, do que tem. É com Vulcano (regente esotérico), Deus que trabalha o fogo no interior da terra forjando a matéria para receber o fogo do Espírito, o fogo do Sol, que touro destrói o apego à forma. Através do regente da Alma começa o desapego, o caminho em direcção à vida iluminada. Abrir o olho do Touro, é abrir a terceira visão, o terceiro olho, Ajna, a visão interior que possibilita a clarividência. Neste nível Touro exprime-se com uma vontade focalizada na concretização dos desígnios da Alma.

Características positivas: Paciente, persistente, prático, sensual, persistente, estável, amor-próprio, leal.

Características negativas: rigidez, teimosia, auto-indulgência, perspectivas estreitas, materialista, possessivo, lento.


Vera Braz Mendes


9 comentários:

  1. Gostei muito, Vera. Vou partilhar no Google+ e no FB. Abraço.

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigada Antonio. Ver os meus textos patilhados por si é por mim sentido como um enorme privilegio.

    ResponderEliminar
  3. Como sempre gostei demais..partilhando Vera.
    Estou sentindo a necessidade de fincar mais raízes no chão...aprofundar! Por isso que estas leituras sobre Touro estão me encantando!!!
    Um beijo grande
    Astrid Annabelle

    ResponderEliminar
  4. Vera! Parabéns.

    Gostei muito de te ler aqui, no teu espaço. Que delícia ter visões diversificadas!

    Até já*

    Bji

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Susana, que bom ter-te como visita.
      Obrigada EU,bj

      Eliminar